Entenda a diferença entre calorias e nutrientes dos alimentos

A alimentação é uma das chaves do sucesso para ter uma vida mais saudável, por isso, é preciso estar por dentro do assunto para fazer boas escolhas. No entanto, são tantos termos que ouvimos ao falar de nutrição que ficamos até perdidos. Pensando nisso, você sabe a diferença entre calorias e nutrientes dos alimentos?

Carboidratos, valor calórico, vitaminas, aminoácidos, lipídeos, entre tantas outras palavras que ouvimos ao falar de dieta — se você ainda não sabe muito bem diferenciar esses conceitos e aplicá-los no seu dia a dia, não tem problema. Neste post, trouxemos informações importantes. Vamos lá?

O que são calorias?

As calorias são um tipo de medida para mensurar o quanto de energia o alimento oferece ao organismo. Dessa maneira, quanto maior o valor calórico de um ingrediente, mais energia ele fornece. As calorias estão presentes nos macronutrientes — carboidratos (4 por grama), gorduras (9 por grama) e proteínas (4 por grama) — e no álcool (7 por grama).

E por que é importante saber qual é o teor calórico do que comemos? Simples, se consumimos mais calorias do que gastamos, esse excesso é armazenado em forma de gordura. Ou seja, engordamos. Se comemos a mesma quantidade de calorias que queimamos, mantemos o peso corporal. Já se ingerirmos menos do que o corpo precisa, emagrecemos, pois o organismo retira a energia do seu estoque: a gordura.

O que são nutrientes?

Os nutrientes são compostos essenciais ao organismo. Isso quer dizer que não fabricamos e que devemos consumi-los para que o corpo funcione corretamente. Eles são divididos em macro e micronutrientes. Essa classificação se dá porque o primeiro grupo é o que precisamos em maior quantidade, e o segundo, em menores porções de miligramas e microgramas.

Macronutrientes

Os macronutrientes são:

  • carboidratos: principal fonte de energia do organismo;
  • proteínas: atua na reparação dos tecidos, na construção de músculos, na produção de hormônios e, eventualmente, na geração de energia;
  • gorduras: necessária para a absorção de vitaminas lipossolúveis, a fabricação de hormônios e a produção de energia.

Micronutrientes

No grupo dos micronutrientes, estão as vitaminas, os minerais e as fibras. Os dois primeiros agem na regulação do organismo, melhorando as funções, ativando processos metabólicos, participando da produção de elementos fundamentais e outras atuações. Já o último reduz a absorção de gorduras e açúcares das refeições e ajuda na formação do bolo fecal e, consequentemente, no trânsito intestinal.

O que considerar em um alimento: calorias ou nutrientes?

Como dissemos, saber quantas calorias têm os alimentos é importante para fazer o balanço calórico da alimentação. Assim, temos uma noção do quanto precisamos ingerir para atingir o objetivo, seja emagrecer, seja manter o peso, seja engordar.

No entanto, não é só isso que devemos considerar. Os nutrientes são importantíssimos para a saúde, e é a composição nutricional que vai dizer se um alimento é bom ou ruim, não o valor calórico. Quer um exemplo clássico?

Um copo de refrigerante tem mais ou menos a mesma quantidade de calorias de um copo de suco de laranja. Entretanto, o refrigerante tem muito açúcar industrializado e aditivos químicos que não fazem bem ao organismo.

Em contrapartida, o suco natural tem vitaminas antioxidantes que combatem o envelhecimento precoce e ajudam a reforçar a imunidade. Se for consumido com os gominhos, ainda tem fibras. Sendo assim, o primeiro é um copo de calorias vazias, enquanto o segundo é cheio de nutrientes necessários ao organismo.

Viu como é descomplicado entender o que são calorias e nutrientes dos alimentos? Para fazer boas escolhas, é preciso entender esses conceitos. Assim, é bem mais fácil montar um cardápio nutritivo e saudável. Na dúvida entre dois pratos com o mesmo valor calórico, por exemplo, opte sempre pelo feito com ingredientes naturais e com maior teor de nutrientes.

Gostou do nosso post? Saiba que sempre trazemos novidades sobre nutrição, saúde e bem-estar. Assine a nossa newsletter e receba, em primeira mão, diretamente na sua caixa de e-mail, nossos novos conteúdos!

Quanto mais natural, melhor.

Chega de ultraprocessados, realçadores de sabor e de listas de ingredientes impossíveis de entender. As nossas
refeições não tem corantes ou conservantes artificiais, e cada ingrediente é comida de verdade.