Consumo excessivo de carboidratos, quais os cuidados você precisa ter?

O consumo excessivo de carboidratos é um hábito que precisa ser repensado. No entanto, não se engane, ao contrário do que muitas dietas fazem parecer, esse nutriente é de grande importância para o nosso organismo. O problema está apenas quando a concentração dele em nossa alimentação diária excede o recomendado.

Como tudo na vida, o equilíbrio é fundamental. A ingestão em excesso de qualquer alimento prejudica a saúde, e com os itens ricos em carboidratos isso não é diferente. Quer saber o motivo? Neste post, trouxemos tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

Por que o carboidrato é importante?

A função dos carboidratos é a de fornecer energia para o organismo. Ao serem ingeridos, esses nutrientes são quebrados e transformados em glicose, que é o principal combustível para o corpo, especialmente para o cérebro.

Na ausência deles, o organismo pode utilizar gordura e proteínas, que pode ter origem tanto da alimentação quanto do próprio corpo. No entanto, esse processo resulta em metabólitos que são tóxicos e podem causar alguns sintomas bem incômodos, como dor de cabeça, tontura e fraqueza.

Dessa maneira, o consumo adequado de carboidrato ajuda a preservar a massa muscular, favorece o emagrecimento (se for o desejado) e promove a energia que o corpo tanto precisa. Por fim, alguns alimentos do bom humor são fontes de carboidratos, como arroz, aveia, banana e chocolate.

O que o consumo excessivo de carboidratos causa?

Se por um lado os carboidratos são essenciais para o organismo, pelo outro o excesso no consumo e as más escolhas quanto à qualidade do nutriente são prejudiciais à saúde. Isso porque a ingestão além da adequada resulta no sobrepeso e na obesidade. Como isso acontece?

Bom, toda energia que o corpo não gasta é estocada em forma de gordura corporal. É como se o organismo fizesse uma reserva de emergência. O problema é que ele não sabe a hora de parar e continua estocando enquanto houver energia excedente. O resultado? A obesidade, e junto a essa doença, vem outras, como a diabetes tipo 2, a hipertensão, as enfermidades cardiovasculares etc, que são chamadas de doenças crônicas não transmissíveis.

Como consumir carboidratos de forma saudável?

Embora o consumo excessivo de carboidratos causem problemas de saúde, não é preciso ter medo de incluí-los no cardápio. Fazendo boas escolhas é possível manter uma alimentação saudável e equilibrada. Primeiramente, é preciso diferenciar entre os simples e os complexos.

O primeiro tipo é o que fornece energia bem rápida, elevando a glicose no sangue rapidamente e causando o pico de insulina, que favorece o acúmulo de gordura. São eles os doces em geral, as massas, os alimentos açucarados (como refrigerantes, bolos, biscoitos) e os pães refinados.

Já o segundo grupo gera energia lentamente e não ocasiona o pico de insulina, ou seja, não promove o ganho de peso, quando consumido nas quantidades adequadas. Exemplos desses alimentos são os pães, massas e cereais integrais, além das frutas, legumes, leguminosas, batatas e mandioca.

Segundo a OMS, a quantidade de carboidratos a ser ingeridas em um dia é de, no máximo, 55% das calorias totais. Como é um valor muito individual, é preciso consultar um nutricionista, que calculará a quantia de cada nutriente conforme as particularidades do seu organismo e da sua rotina.

O consumo excessivo de carboidratos pode causar muitos problemas de saúde, como obesidade, diabetes e hipertensão. Entretanto, esse nutriente é importante para o organismo e deve ser incluído no cardápio de maneira equilibrada e consciente, de acordo com as necessidades nutricionais individuais.

Quer ficar por dentro de todas as nossas novidades com exclusividade em primeira mão? Então assine a nossa newsletter e receba tudo diretamente na sua caixa de e-mail!

Quanto mais natural, melhor.

Chega de ultraprocessados, realçadores de sabor e de listas de ingredientes impossíveis de entender. As nossas
refeições não tem corantes ou conservantes artificiais, e cada ingrediente é comida de verdade.