Como prevenir a obesidade infantil? Veja 5 dicas incríveis!

O número de crianças e adolescentes acima do peso aumentou — e muito — nos últimos anos. Para sermos mais exatos, subiu cerca de 10 vezes em relação à realidade de quatro décadas atrás, segundo um estudo realizado em 2017 pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Pensando nisso, você sabe como prevenir a obesidade infantil?

Podemos dizer que os grandes vilões dessa história são os maus hábitos alimentares aliados ao sedentarismo. Se, antigamente, o cardápio infantil continha alimentos mais saudáveis, hoje, ele é repleto de produtos processados, cheios de gorduras, açúcares e aditivos químicos.

Além disso, era comum que os jovens se divertissem com brincadeiras que movimentavam o corpo, como pique-pega, futebol, amarelinha etc. Atualmente, o videogame e o mundo digital fazem com que o público infantil seja sedentário, o que também favorece o ganho de peso.

Quer saber como driblar esses problemas e prevenir a obesidade infantil? Então, continue a leitura, pois, neste post, contamos 5 dicas incríveis! Vamos lá?

1. Converse sobre cuidados de saúde

Se a criança for muito pequena, não vai entender a importância de ter uma alimentação equilibrada e de cuidar da saúde. No entanto, dá para oferecer alimentos saudáveis e dizer que fazem bem. Assim, o baixinho cresce com a consciência de quais ingredientes compõem um cardápio balanceado.

Já com as maiores, você pode conversar sobre as consequências de uma alimentação rica em açúcares, gorduras e conservantes. Diga que ela pode trazer problemas de saúde e que o melhor, para continuar saudável, é se alimentar bem.

2. Dê o exemplo

As crianças nos copiam o tempo todo. Elas usam os adultos que a cercam como referência para tudo o que fazem, inclusive na hora das refeições. De nada adiantará dizer ao pequeno que comer legumes é bom, se você mesmo não consome, não é mesmo? Sendo assim, dê o exemplo seguindo um cardápio saudável que possa ser adotado por toda a família.

3. Chame os pequenos para a cozinha

Que tal chamar as crianças para se aventurarem na cozinha e virarem chefs por um dia? Os pequenos adoram cozinhar e essa é uma oportunidade incrível para ensinar sobre alimentação equilibrada. Em vez de um bolo convencional, vocês podem fazer juntos um bolo de banana sem açúcar, por exemplo. Fazendo receitas saudáveis, as crianças vão descobrindo os sabores e aromas das comidas nutritivas de uma maneira lúdica, que é como eles aprendem melhor. A relação com a comida tem tudo a ver com o sentimento que ela envolve. Se ao redor de uma mesa de comida seu filho tiver acolhimento, carinho e prazer, ele vai relacionar a alimentação saudável com bons sentimentos também.

4. Faça substituições saudáveis

Se a criança já tem o hábito de consumir alimentos não nutritivos, como doces, frituras, refrigerantes etc., uma forma de mudar isso é fazendo substituições saudáveis. Um suco natural de frutas em vez de bebidas açucaradas, uma fruta assada no lugar da sobremesa, o chocolate meio amargo em troca do ao leite e assim por diante.

É óbvio que isso não significa que a criança nunca mais poderá consumir uma comida não saudável. Quer dizer que esses alimentos não serão mais rotina, mas que, em ocasiões especiais, eles podem, sim, ser ingeridos (salvo alguma restrição alimentar). Afinal, quem não gosta de um brigadeiro na festinha de aniversário, não é mesmo?

5. Estimule a prática de atividades físicas

A prática regular de atividades físicas é importantíssima na prevenção da obesidade infantil. Tendo isso em vista, estimule seu filho a se mexer. Se não puder ir ao parque praticar atividades ao ar livre, aposte nos jogos de videogame que simulam exercícios, como os de dança ou de partidas de tênis.

Em tempos de pandemia, em que o isolamento social é recomendado para evitar o contágio, é importante alertar para que os cuidadores prestem ainda mais atenção aos hábitos infantis. O tédio e a ansiedade de ficar em casa podem fazer com que as crianças comam ainda mais comidas não nutritivas e exercitem-se cada vez menos, o que favorece o aumento do peso.

Para prevenir a obesidade infantil, é preciso inserir hábitos alimentares saudáveis na vida da criança desde a introdução alimentar. Além disso, estimule a prática de atividades físicas. Na infância é importante entender que ter uma alimentação balanceada é sinônimo de saúde e disposição para brincar muito e que ela pode ser muito gostosa.

Este conteúdo sobre como prevenir a obesidade infantil foi útil? Por falar em comida saborosa e saudável, que tal aproveitar que está por aqui e conhecer os pratos da Bálsamo Congelados Saudáveis? Entre em contato agora mesmo, tire suas dúvidas e faça o seu pedido!

Quanto mais natural, melhor.

Chega de ultraprocessados, realçadores de sabor e de listas de ingredientes impossíveis de entender. As nossas
refeições não tem corantes ou conservantes artificiais, e cada ingrediente é comida de verdade.