A dieta saudável e o plano alimentar: um guia para sua qualidade de vida!

Você já percebeu o quanto é difícil estabelecer e manter uma mudança real no plano alimentar? Começar uma dieta saudável, com prazo estipulado e uma série de restrições é um verdadeiro desafio. Por isso, cada vez mais essa tentativa tem dado espaço para uma transformação gradual e mais consistente.

Grande parte das pessoas compreendem a dieta como sendo um período com início, meio e fim, com restrições severas e a adoção de consumo de alimentos específicos e milagrosos para atingir determinado objetivo, como emagrecer. No entanto, isso é um equívoco. O termo provém do latim “diaeta”, derivado do grego “díaita” e significa “modo de vida”.

Com isso, seu estilo de vida alimentar já é uma dieta, mesmo que seja menos ou mais favorável a você. Com o tempo, as pessoas passaram a se interessar e buscar meios de otimizar a ingestão de nutrientes e calorias para alcançar um plano alimentar equilibrado, fornecendo para o corpo tudo aquilo que ele precisa para se manter saudável.

A partir disso, para conquistar a qualidade de vida, existem importantes estratégias para realizar uma dieta saudável e um plano alimentar balanceado. Se você quer descobrir quais são elas, continue conosco. Boa leitura!

1. Quais são os primeiros passos para uma dieta saudável?

Para iniciar um modo de vida mais saudável, algumas decisões e atitudes precisam ser tomadas antes mesmo de começar a selecionar o que você colocará no prato. Confira algumas delas a seguir.

Procure um nutricionista ou nutrólogo de confiança

Nutrólogos e nutricionistas são profissionais diferentes, com objetivos distintos, mas complementares na missão de promover hábitos alimentares saudáveis. Os nutricionistas têm uma formação voltada para conhecer como adequar a alimentação, corrigir deficiências e excessos nutricionais e orientar a correta ingestão de micro e macronutrientes.

Já o nutrólogo, é o profissional formado em medicina, com especialização em nutrologia. Em função disso, o atendimento na nutrologia acaba sendo muito mais individualizado, considerando o paciente de forma integral e abordando aspectos relacionados a diversas doenças e disfunções, por exemplo.

Muitas vezes, quando querem iniciar uma dieta, as pessoas recorrem a informações na internet sobre quais alimentos ingerir e por quais razões. No entanto, cada metabolismo tem uma demanda nutricional diferente. O auxílio desses profissionais é indispensável para estabelecer um plano alimentar equilibrado, o que garantirá o consumo ideal de nutrientes e calorias, promovendo saúde e qualidade de vida.

Busque conhecer a si mesmo

Existe uma infinidade de dietas que caíram nas graças de algumas pessoas e fizeram um verdadeiro sucesso. Porém, muitas delas foram à ruína pouco tempo depois. E o que queremos dizer com isso? Dietas extremamente restritivas ou que alteram bruscamente o seu plano alimentar podem gerar desequilíbrios na sua saúde e frustração.

Como você viu, cada corpo tem uma demanda específica, tanto de nutrientes quanto de calorias. Isso tudo sem considerar eventuais intolerâncias alimentares. Por isso, é muito importante buscar conhecimento sobre si mesmo, sobre os tipos de alimentos que deixam você mais enérgico, leve e disposto, além de proteger sua imunidade.

Dessa forma, procurar um profissional de confiança, além de observar e identificar como o seu organismo reage à ingestão de determinados alimentos é muito relevante.

Transforme seus hábitos e rotinas

Um plano alimentar saudável demanda certos cuidados com os seus hábitos e rotinas, afinal, a qualidade de vida é fruto de um conjunto de atitudes positivas para com o seu corpo e sua mente. Para que a sua alimentação seja saudável, ela precisa ser funcional em todos os aspectos e causar prazer atrelado à comida.

Cuidar dos seus horários, por exemplo, é algo primordial, já que você precisa incluir momentos tranquilos para as refeições, pausas para lanches eventuais, além de boas horas de sono, exercícios físicos e planejamento do cardápio semanal. Outro aspecto que deve ser considerado é que a ida ao supermercado ou feiras seja um momento lúdico e prazeroso.

Quanto mais tempo você tiver para fazer essas atividades (ir ao mercado, preparar as refeições etc.), mais fácil será manter a disciplina sobre o novo plano alimentar. O improviso pode acabar colocando na sua dieta uma série de alimentos que você não deseja consumir. É como deixar para ir ao supermercado com fome: as chances de “cair em tentação” são muito maiores.

Mantenha seu corpo hidratado

Para quem não está muito habituado a beber grande quantidade de água, pode parecer estranho, mas esse elemento é fundamental em uma dieta saudável, assim como para a manutenção do corpo em geral. Além de adequar a ingestão do total de litros por dia, é importante ainda ficar atento ao tipo de garrafa usada para transportar o líquido.

O hábito de beber água, atrelado a uma alimentação saudável, potencializa diversos fatores relativos à qualidade de vida, como maior disposição e melhor funcionamento dos órgãos.

Crie um diário de acompanhamento

Muitos profissionais recomendam o uso de diários para controlar os alimentos e as quantidades ingeridas. No entanto, isso pode gerar um estresse excessivo, prejudicando outros aspectos do bem-estar e da qualidade de vida. Em vez disso, você pode adotar um diário de progresso, onde deve anotar todas as escolhas alimentares e comportamentais positivas do dia e aquelas que você deve melhorar.

Isso contribui para manter a motivação e também para estabelecer clareza sobre os pontos que devem receber maior foco e atenção da sua parte, como a prática de exercícios ou a própria ingestão de água. Ao final de um determinado período (a cada 15 dias ou um mês), você pode rever e relembrar o próprio progresso, tomando um novo ânimo para continuar o plano alimentar.

2. Benefícios de uma dieta saudável para o dia a dia

Há quem diga que o intestino é o nosso segundo cérebro e é para lá que vai todos os nutrientes que devem ser absorvidos pelo organismo. Por essa razão, quando a sua alimentação melhora, os demais aspectos da vida progridem junto.

Imagine que você esteja consumindo a quantidade ideal de macro e micronutrientes, absorvendo tudo o que o seu corpo precisa para funcionar. Com isso, seus órgãos mantêm as funções vitais e seus hormônios permanecem regulados, dando espaço para o bom-humor, saúde mental, corporal e emocional.

Confira outros benefícios importantes a seguir.

Controle do peso

Qualquer coisa consumida sem moderação pode colocar a saúde em risco e provocar um sobrepeso desnecessário. Por isso, um plano alimentar equilibrado ajuda a manter um peso que não ofereça riscos ao seu bem-estar, nem crie um ambiente propício para o desenvolvimento de doenças.

Prevenção de doenças cardíacas

O acúmulo de gordura em determinados órgãos pode oferecer risco à saúde. No coração, isso é ainda mais importante, pois gera o estreitamento de artérias, influencia na pressão arterial e pode causar infarto. Uma dieta equilibrada evita o consumo excessivo de qualquer tipo de alimento.

Prevenção do câncer

O câncer é uma doença temida por grande parte da população. O que muitas pessoas não sabem, é que ela pode ser prevenida com uma alimentação balanceada e saudável. Isso inclui o consumo de alimentos orgânicos, como frutas, verduras e legumes, além da redução ou eliminação de compostos alimentares ultraprocessados, carregados de açúcares, sódio, corantes e conservantes.

Reduz o estresse e a fadiga

Nosso corpo gasta energia para realizar absolutamente todas as funções: enquanto digere alimentos e absorve nutrientes também. No entanto, alguns alimentos podem acabar impactando negativamente esse processo, seja pela demora na digestão, seja por atrapalhar fatores como o sono, por exemplo. Uma alimentação leve, em contrapartida, contribui para que os níveis de energia se mantenham altos e estáveis.

3. Como é definida a melhor dieta para você?

Dietas aleatórias na internet podem ser muito atrativas em um primeiro momento. Grande parte delas prometem milagres que todos gostariam de alcançar. Entretanto, as dietas que propõem restrições alimentares severas acabam não trazendo benefícios a longo prazo.

De acordo com Sophie Deram, nutricionista Ph.D, autora do livro O Peso das Dietas, a abordagem restritiva é dispensável. Ela traz ainda, no livro, dados científicos que comprovam que cerca de 95% das pessoas que embarcam nessa tentativa, acabam falhando.

Sob esse aspecto, cada organismo é único e com demandas específicas. Por isso, um plano alimentar realizado por um profissional sério e confiável é tão relevante, afinal, o que serve para uma pessoa, pode não funcionar para outra.

É preciso compreender que o autoconhecimento é um norteador indispensável na alimentação. Você precisa estar conectado com o seu corpo e identificar o que faz bem e mal para ele, o que fornece e o que rouba energia. O corpo precisa estar em perfeito funcionamento para que você tenha vigor, disposição, felicidade e, é claro, qualidade de vida.

Como você viu no início do texto, o acompanhamento de um nutricionista ou um nutrólogo (ou ambos) é essencial para descobrir exatamente aqueles elementos que são indispensáveis no seu plano alimentar. Além disso, eles podem indicar a quantidade certa de que cada alimento que deve ser consumido, quais as melhores combinações e quais são seus alimentos complementares.

Conhecer a si mesmo e ao seu corpo é o primeiro passo para se alimentar bem, ter uma dieta saudável e um plano alimentar balanceado. Recorrer a profissionais preparados, no entanto, é um apoio indispensável para todo o processo.

4. Dicas para a nova rotina de dieta saudável

Você já conferiu a importância de uma rotina para manter uma dieta saudável. Chegou a hora de descobrir dicas infalíveis para potencializar os resultados. Continue conosco!

Faça uma boa escolha dos alimentos

Existe uma série de fatores que devem ser atendidos para que a alimentação seja, de fato, saudável. Entre eles, está a valorização dos aspectos culturais, a garantia de que o alimento esteja acessível, que proporcione sabor e diversidade de cores, com variedade, que sejam harmoniosos entre si e que não ofereçam riscos de contaminação química, biológica ou física.

Por isso, é preciso ter calma e fazer o planejamento ao preparar as refeições ou escolher a empresa que forneça a comida pronta, buscando alternativas para equilibrar os alimentos e montar pratos nutritivos. Para compor uma dieta diversificada e com os nutrientes essenciais, é preciso ingerir:

  • água;
  • frutas;
  • cereais;
  • integrais;
  • hortaliças;
  • leguminosas;
  • sementes;
  • castanhas.

Alie seu plano alimentar a atividades físicas

Os exercícios físicos só têm a contribuir com a dieta e com a sua qualidade de vida. Os benefícios vão muito além da perda de peso. Além disso, atividades físicas ajudam a manter o tônus e a definição muscular, promovem a disposição, energia, regulação hormonal, melhoram a qualidade do sono e protegem a sua saúde.

E não para por aí. Seu corpo pode se beneficiar dos exercícios, mas a sua mente também tem muito a ganhar. Com práticas regulares, é possível desenvolver mais foco e concentração nas demais atividades, combater sintomas de ansiedade, estresse e depressão, gerar bem-estar e ainda contribuir com as interações sociais, seja em academias ou por meio de esportes coletivos, por exemplo.

Existem algumas modalidades simples de fazer e que, ainda por cima, não custam nada. São as caminhadas, tilhas em cachoeiras, corridas leves. Um estudo comprovou que o contato com a natureza diminui as chances de desenvolver doenças renais, respiratórias e até câncer.

Compre somente o necessário

Essa é uma estratégia inteligente para quem busca driblar os sabotadores da dieta. Não importa quão delicioso seja o seu plano alimentar, em algum momento, a falta daquele sorvete, daquele chocolate ou de qualquer outra guloseima pode falar mais alto. Nessas horas, você vai desejar qualquer coisa que aparecer na sua frente para suprir sua carência.

O importante é que evitar escolhas que podem tentadoras. Se você mantiver em casa apenas alimentos frescos, necessários e alinhados à sua dieta, vai ficar muito mais difícil de burlar o plano. Por isso, quando sentir muita vontade de comer um doce ou qualquer outra besteira, recorra às frutas ou tente substituir por receitas simples e funcionais.

Agora que você já sabe como alcançar um plano alimentar balanceado e uma dieta realmente saudável, percebe a importância de contar com um profissional que domine o assunto, não é mesmo? Trilhar todo esse caminho rumo à saúde e ao bem-estar sozinho pode ser muito desafiador. Além disso, você ficará à mercê da metodologia do acerto e erro, testando teorias e dietas perigosas da internet.

Por essas e outras razões, a forma mais fácil de encurtar esse caminho é contar com profissionais especializados em reeducação alimentar e adoção de hábitos que contribuam com o seu objetivo, promovendo a saúde integral e duradoura

Se você quer descobrir ainda mais sobre o assunto, confira como começar uma alimentação saudável!

Quanto mais natural, melhor.

Chega de ultraprocessados, realçadores de sabor e de listas de ingredientes impossíveis de entender. As nossas
refeições não tem corantes ou conservantes artificiais, e cada ingrediente é comida de verdade.